Enxertos ósseos são necessários quando pacientes não possuem estrutura óssea adequada para receber implantes dentários. Isso é necessário sempre que um dente é perdido e o osso que se encontrava ao redor do dente é reabsorvido, esse processo de reabsorção óssea ou atrofia, deixa o osso progressivamente mais fino tornando a colocação do implante quase que impossível. Existem casos que estes dentes foram perdidos há muitos anos, o que torna necessário a realização de um procedimento para recriar o osso perdido, denominado de enxerto ósseo.

O QUE É ENXERTO ÓSSEO?
 
Como dito antes é um procedimento odontológico realizado em pacientes que não possuem quantidade óssea adequada para receber implantes dentários. Esses pacientes são submetidos a um procedimento cirúrgico, antes da instalação dos implantes dentários, denominado enxerto ósseo. Isso busca aumentar a altura ou a espessura do osso no local da cirurgia, permitindo a instalação do implante. O enxerto acontece em uma cirurgia prévia à colocação dos implantes dentários, que só serão colocados após o período de cicatrização óssea, que leva em média de 6 a 12 meses.


QUAIS OS TIPOS DE ENXERTO ÓSSEO?
enxertos osseo-autogenosEnxerto Autógeno:  É o osso que tem como origem o osso do próprio paciente. Algumas regiões da mandíbula podem fornecer tecido ósseo para pequenas reconstruções ósseas. Em casos de maiores reconstruções, é necessária a realização de uma cirurgia ortopédica em centro cirúrgico hospitalar para retirada de um bloco ósseo de regiões como a crista ilíaca (bacia) ou calota craniana. Sua integração acontece em 6 a 9 meses.
 


enxertos osseo-homogenosEnxerto Homógeno: É o osso que tem como origem outro indivíduo. É um procedimento seguro e é cientificamente comprovado sua eficácia. Sua integração acontece em 6 a 9 meses.





enxertos osseo-alogenosEnxerto Alógeno: A matriz óssea de origem sintética ou animal pode ser usada misturada ao tecido ósseo autógeno coletado ou isoladamente em situações como o preenchimento de cavidades, como no caso de extrações. Sua integração acontece em 9 a 12 meses.